Polícia analisa ADN de menina parecida com Maddie

A Scotland Yard pediu às autoridades neozelandesas amostras do ADN de uma menina muito parecida com Madeleine McCann avistada na véspera da passagem de ano na cidade turística de Queenstown, na Nova Zelândia.

Madeleine McCann está desaparecida desde 2007, quando passava férias com a família no Algarve. Maddie tinha três anos na altura. Quase seis anos após o seu desaparecimento, surgiu um relato de que uma menina parecida com ela foi avistada numa região da Nova Zelândia.

A denúncia foi de uma empregada de loja na cidade turística de Queenstown, no sul do país. Segundo a mulher, a 31 de dezembro um homem moreno entrou na sua loja com uma menina muito parecida com Maddie."Ela tinha o mesmo defeito no olho que Madeleine. Apenas uma pequena percentagem da população tem isso e eu fiquei a observá-los o tempo todo ao ponto de esquecer o que eles compraram", disse a testemunha.

Segundo o jornal britânico 'The Telegraph', o sargento da polícia neozelandesa Brian Camerson disse que a polícia local está "absolutamente convencida" de que a criança avistada não é Madeleine. Existiram outros relatos feitos na região nos últimos anos e os testes de ADN foram conclusivos.

"A polícia vai enviar uma amostra de ADN à polícia britânica para confirmar a identidade de uma menina que foi confundida com Madeleine por uma pessoa", disse ao 'Times Southland' o detetive chefe Kallum Croudis. O ADN pedido pela Scotland Yard foi enviado voluntariamente pela polícia local.

Segundo Clarence Mitchell, representante da família McCann, o caso é "inteiramente uma questão da Scotland Yard e da polícia da Nova Zelândia, e Kate e Gerry (os pais de Maddie) não vão comentar sobre isso".

Mais Notícias

Outras Notícias GMG