Peritos internacionais no local da queda do MH17

Os peritos holandeses e australianos chegaram hoje ao local da queda do avião da Malaysia Airlines, no leste da Ucrânia, onde os combates impediam esta deslocação, anunciou a Organização de Segurança e Cooperação da Europa (OSCE).

"Os observadores da missão da OSCE chegaram ao local do acidente do MH17 pela primeira vez na última semana, acompanhados por quatro peritos holandeses e australianos", indicou a organização na rede social Twitter, acrescentando terem feito um itinerário diferente ao de dias anteriores.

A OSCE tem como missão facilitar o trabalho dos investigadores da queda do "Boeing" malaio, abatido por um míssil numa zona controlada pelos separatistas pró-russos, causando 298 mortos a 17 de julho.

"Até ao momento, trata-se apenas de um trabalho de reconhecimento, para que os investigadores possam começar o mais depressa possível na próxima visita ao local", disse o ministro da Justiça holandês num comunicado.

Entretanto, explosões fortes foram ouvidas nas proximidades do local da queda do voo MH17, indicou um jornalista da agência noticiosa francesa AFP, pouco depois da chegada ao sítio dos peritos internacionais.

Uma coluna de fumo podia ser vista na zona, a menos de dez quilómetros do local onde ainda se encontram alguns corpos e destroços do aparelho malaio.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG