Pai e filho viviam na selva desde 1971

As autoridades vietnamitas resgataram um pai e um filho que viveram totalmente isolados na selva no centro do Vietname durante mais de quatro décadas, divulgou hoje a comunicação social local.

O homem, Ho Van Thanh, e o seu filho, Ho Van Lang, viviam na selva desde 1971, ano em que a sua casa foi bombardeada durante os confrontos da Guerra do Vietname (1959 -1975). No bombardeamento, Ho Van Thanh perdeu a mulher e outros dois filhos.

Durante os últimos 42 anos, pai e filho viveram numa cabana de madeira, construída numa árvore, segundo o diário local Thanh Nien (Juventude, em português).

O jornal relatou que as equipas de resgate percorreram, na quarta-feira, cerca de 40 quilómetros no interior da selva na província de Quang Ngai (centro) até chegar ao local onde viviam os dois homens.

Ho Van Thanh e o seu filho envergavam tangas e utilizavam armas e utensílios que tinham fabricado ao longo dos anos.

Perto da cabana, os dois homens tinham cultivado uma pequena horta, essencial para a sua alimentação que era também composta por frutos e caça. Os homens também plantavam tabaco.

O jornal referiu que o homem ainda guardava umas calças militares do tempo da Guerra do Vietname.

O paradeiro dos dois homens era conhecido desde 1983. Na altura, um outro filho, que tinha sobrevivido ao bombardeamento de 1971, conseguiu localizá-los com a ajuda de familiares. Durante vários anos, a família tentou convencer os dois homens, mas eles sempre recusaram regressar à civilização.

Na quarta-feira, Ho Van Thanh, atualmente com 82 anos e demasiado fraco para conseguir andar, foi transportado numa maca pelas equipas de resgate.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG