Os presentes secretos da União Soviética a Gagarin

Roupas, um carro e uma habitação toda equipada: estes foram alguns dos 'presentes' com que a União Soviética compensou o seu 'herói', Yuri Alexéievich Gagarin, que, a 12 de abril de 1961, marcou os livros de história, tornando-se o primeiro ser humano a ir ao espaço.

Mais do que ir ao espaço, Gagarin foi e regressou. Para a União Soviética este marco transformou o cosmonauta num 'herói'. O homem que foi ao espaço e voltou para contar a sua experiência. Como reconhecimento pela sua façanha histórica, vários foram os presentes que lhe foram atribuídos, entre eles, ser elevado ao cargo de major, diz o site do jornal espanhol 'ABC'.

De acordo com informações publicadas no blogue oficial de Daniel Marín, vencedor do Prémio Bitácoras 2012 na categoria 'Ciência', o estatuto de major, enquanto ainda estava no espaço, não era suficiente para premiar o 'herói' soviético. A 18 de abril de 1961 foi publicada a resolução secreta nº 1037 do Conselho de Ministros da União Soviética, um meticuloso decreto que listava os vários 'presentes' oferecidos a Yuri e à sua família pela sua façanha no espaço.

O acordo estabelecia que o ministro da Defesa proporcionasse ao cosmonauta e à sua família uma casa com quatro quartos, móveis para as divisões, sala de estar, divisão para as crianças, escritório e cozinha. Além da habitação foram também disponibilizados alguns luxos poucos comuns na URSS dos anos 60, como máquina de lavar roupa, frigorífico, aspirador, televisão e rádio, diz o 'ABC'.

Na lista publicada no blogue 'Eureka', pode-se ver que Gagarin recebeu ainda um carro da marca 'Volga' e vários itens pessoais, como: um casaco de inverno e outro de verão, dois fatos, seis camisas e seis conjuntos de roupa interior. Também a sua esposa viu o seu guarda-roupa renovado, com vários vestidos, um fato preto, seis pares de brincos e bolsas, fora outros acessórios. Os filhos do casal tiveram direito a um carrinho de bebé, roupas, sapatos e vários brinquedos.

Não só a família direta do cosmonauta teve direito a estes 'presentes' secretos. Também os pais e irmãos de Gagarin foram premiados com casas e compensações monetárias, incluindo vários luxos como peças de roupa, televisões e rádios.

De acordo com o 'ABC', não foi só Yuri Gagarin que teve direito a pequenos luxos pelas suas façanhas no espaço. Também German Titov, o segundo homem a seguir os passos do cosmonauta, recebeu 'presentes' semelhantes. No entanto, à medida que os Estados Unidos foram ganhando a corrida ao espaço, a euforia russa foi diminuindo e a generosidade do governo soviético também, até que chegou o momento em que os 'presentes' deixaram mesmo de existir, diz o 'ABC'.

Veja aqui a lista completa dos presentes a Gagarin.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG