ONU pede que país enfrente homicídios por feitiçaria

A Papua Nova Guiné deve enfrentar o flagelo dos homicídios relacionados com a feitiçaria depois de mais uma idosa ter sido decapitada naquela nação do Pacifico.

A ONU exigiu o fim dos homicídios extrajudiciais vinculados a acusações de feitiçaria e renovou o apelo ao Governo para revogar a lei da Feitiçaria de 1971, introduzida para facilitar a passagem dos casos de feitiçaria pelos tribunais.

Embora seja criminalizada a prática da feitiçaria, grupos de Direitos Humanos dizem também que se tem assistido a um aumento de falsas acusações por feitiçaria dando àquela prática uma legitimidade que não teria.

Por isso a ONU considera também importante a proteção das pessoas vítimas de violência relacionada com a feitiçaria.

As Nações Unidas mostram-se ainda apreensivas pelos crescentes atos de violência e morte a pessoas acusadas da prática de feitiçaria.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG