No Natal, OMS teme que haja dez mil novos casos de ébola por semana

Neste momento surgem mil casos ligados ao ébola por semana - entre falsos alarmes, suspeitas e confirmados - mas a OMS teme que dentro de dois meses este valores passem para dez mil por semana.

O vice-diretor geral da Organização Mundial de Saúde (OMS), Bruce Aylward, explicou que se a resposta dada para travar a epidemia de ébola não acelerar nos próximas 60 dias, "muitas mais pessoas vão morrer". Aylward explicou que a taxa de mortalidade dos infetado passou para 70%, quando antes se situava perto dos 50%.

O último balanço da OMS dá conta de 4447 mortes por ébola desde o início do ano, num surto que conta com 8914 casos, na sua larga maioria na África Ocidental, com Libéria, Serra Leoa e Guiné-Conacri a serem os países mais afetados.

Mais Notícias