Minnie de burka acaba em tribunal

Imagem de Mickey e Minnie vestidos como árabes publicadas no twitter de magnata copta (cristão) e líder do partido Egípcios Livres foram consideradas ofensivas.

Naguib Sawiris publicou no seu twitter imagens de Mickey e Minnie vestidos como árabes. Mickey teve direito a uma longa barba e a um "kefiyeh", enquanto Minnie aparece de burka. A utilização das personagens da Disney não agradou ao grupo islamita Gammaa al Islamiya, que considera a montagem como uma ofensa ao islão.

O responsável pelas imagens é um magnata copta (cristão) e líder do partido liberal Egípcios Livres. Sawiris - um dos homens mais ricos daquele país - irá agora a tribunal, no dia 14 de Fevereiro, pois de nada lhe valeu o pedido de desculpa que entretanto já apresentou.

Mamduh Ismail, advogado do grupo islamita Gammaa al Islamiya, considera que Sawiris cometeu um crime ao "rir-se" do islão. Citado pelo ABC, diz ainda que não foi o único a denunciar o sucedido. "Existem mais de mil denúncias. Não aceitamos que alguém insulte as religiões."

Mais Notícias

Outras Notícias GMG