Retirada de civis de Homs suspensa por razões técnicas

A retirada de civis da cidade síria de Homs foi suspensa durante o dia de hoje devido a "razões logísticas" e deverá ser retomada na quarta-feira, declarou à agência France Presse (AFP) o governador Talal Barazi.

A operação "não teve lugar hoje devido a [dificuldades] logísticas e técnicas", disse.

"Amanhã [quarta-feira] de manhã, vamos prosseguir com a entrega de ajuda alimentar e com a retirada de civis" dos bairros ocupados pelo exército em Homs, referiu o governador.

A operação terá início na quarta-feira a partir das 10 horas locais (08 horas GMT), acrescentou, admitindo ser possível "prolongar a trégua", se for necessário.

Segundo o governador, "um grupo de civis está a preparar-se para sair amanhã".

"Os cinco bairros [de onde os civis estão a ser retirados] são distantes uns dos outros. A localização geográfica é difícil, estamos a fornecer passagens adequadas removendo certas barreiras de areia", explicou Barazi.

O responsável indicou que houve uma reunião com o representante das Nações Unidas Yacoub Helou "para elaborar um plano de saída para amanhã (quarta-feira)".

Desde sexta-feira, a ONU retirou cerca de 1.200 pessoas, a maioria crianças, mulheres e homens mais velhos, de bairros ocupados há mais de 600 dias pelo exército.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG