Regime responderá a ataques intensificados dos rebeldes

O regime sírio advertiu hoje que as suas forças responderão a ataques intensificados dos rebeldes, no dia em que deverão chegar ao país os primeiros observadores que vão verificar o frágil cessar-fogo.

"Grupos terroristas armados intensificaram os seus ataques numa histeria contra o exército, forças policiais e civis, depois da decisão do Conselho de Segurança da ONU de enviar observadores para a Síria", afirmou um responsável militar citado pela televisão estatal.

As forças de segurança "vão impedir esses grupos de continuarem com os ataques criminosos", acrescentou.

O Conselho de Segurança aprovou no sábado por unanimidade o envio de uma equipa avançada de até 30 observadores para a Síria, que terá como missão avaliar o cumprimento do cessar-fogo entre o regime de Damasco e os rebeldes.

Apesar do cessar-fogo, em vigor desde quinta-feira, as forças sírias voltaram hoje a bombardear bairros de Homs (centro), matando pelo menos três pessoas, segundo o Observatório Sírio de Direitos Humanos.

Segundo esta organização, que tem sede em Londres e se baseia em informações de opositores no terreno, duas outras pessoas foram mortas em Deir Baalbeh e em al-Dablan.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG