Ramadão salva por agora malaia de vergastadas

Condenada por beber cerveja receberá seis golpes com um cana de bambu só quando terminar o mês de jejum do calendário islâmico.

Kartika Sari Dewa Shukarno devia receber esta semana seis vergastadas de cana de bambu. Mas a chegada do Ramadão adiou o castigo da Justiça.

A mulher foi condenada em tribunal, em cumprimento da lei islâmica, por beber cerveja.

A primeira malaia a receber aquela sentença não recorreu da sentença.

Na Malásia, só a maioria malaia é julgada segundo a sharia. As minorias chinesa e indiana não.

A pena deverá ser infligida a meio de Setembro quando terminar o mês de jejum e reza do calendário islâmico.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG