Partido no poder aceita saída de Presidente

O partido presidencial no Iémen aceitou a saída, no prazo de um mês, do Presidente Ali Abdallah Saleh do poder, reclamada pela oposição, anunciou hoje um alto responsável partidário, citado pela agência AFP.

"O CPG [Congresso Popular Geral, no poder} e os seus aliados aceitaram a iniciativa do CCG [Conselho de Cooperação do Golfo] na sua totalidade", declarou o secretário-geral adjunto do CPG e líder parlamentar, al-Barakani.

Para a saída da crise política no país, o Conselho de Cooperação do Golfo propôs a formação de um governo de união nacional e a consequente transferência de prerrogativas do chefe de Estado para o vice-presidente, bem como o fim das manifestações.

O Presidente iemenita deverá apresentar a sua demissão no prazo de 30 dias para que haja eleições presidenciais nos dois meses seguintes.

Na sexta-feira, Ali Abdallah Saleh, cujo mandato acabava em 2013, manifestou-se favorável ao plano de saída para a crise, embora ressalvando que apenas cederá o poder no quadro de um processo constitucional.

Hoje, os Estados Unidos pressionaram o Presidente do Iémen a encetar "imediatamente" a transição política no país.

O Conselho de Cooperação para os Estados Árabes do Golfo integra Arábia Saudita, Bahrein, Kuwait, Omã, Qatar e Emirados Árabes Unidos.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG