Número de vítimas em Gaza ultrapassa os 110 mortos

Ataques aéreos israelitas ao início do dia de sábado na Faixa de Gaza mataram seis palestinianos e feriram dois, informaram fontes médicas dos serviços de socorro do enclave.No total, desde o início do confronto entre Israel e o Hamas já perderam vida 11 palestinianos.

Um ataque executado em Jebaliya, no norte do território, matou quatro palestinianos e feriu dois, de forma agrave, e um segundo raide, mais a sul, em Deir el Balah, matou outros dois.

Estes ataques de Israel ocorrem no quinto dia consecutivo da campanha israelita que pretende acabar com o lançamento de projéteis ('rockets') do território palestiniano contra território israelita.

O balanço deste confronto é de 111 palestinianos mortos.

O Kuwait solicitou na sexta-feira a convocação de uma reunião urgente de ministros dos Negócios Estrangeiros árabes para discutir "a deterioração da situação" na Faixa de Gaza, disse o seu representante na Liga Árabe.

A solicitação do Kuwait acontece em plena campanha de ataques aéreos de Israel ao enclave palestiniano.

A reunião daqueles ministros árabes deve ocorrer na segunda-feira, disse um dirigente da Liga Árabe à agência noticiosa AFP.

O Kuwait, que está a exercer a presidência rotativa do órgão, solicitou a reunião "para discutir a deterioração da situação na Faixa de Gaza", disse o seu representante na organização pan-árabe, Aziz Rahim Al-Daihani, à AFP.

A iniciativa ocorre ao mesmo tempo em que os EUA se prontificaram para intermediar a obtenção de um cessar-fogo entre Israel e o Hamas, o movimento islamita que governa Gaza.

O primeiro-ministro israelita, Benjamin Netanyahu, já disse que "nenhuma pressão internacional vai impedir de atacar, com toda a força, a organização terrorista que quer a destruição" de Israel.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG