Manifestantes assaltam sede da Irmandade Muçulmana

Alguns milhares de manifestantes assaltaram e pilharam hoje a sede da Irmandade Muçulmana, no Cairo, partido a que pertence Mohamed Morsi, após uma noite de confrontos entre opositores e apoiantes do Presidente islamita.

A sede da Irmandade Muçulmana, que se encontra situada na zona leste da capital egípcia, foi atacada e pilhada pelos manifestantes das forças da oposição, que a incendiaram em seguida.

A sede foi completamente destruída, vendo-se os manifestantes a abandonarem o edifício, trazendo consigo capacetes, coletes à prova de bala, televisores e outros equipamentos, além de móveis e sacos com documentos.

Segundo a AFP, que cita fontes no local, nenhum elemento da Irmandade se encontrava na sede no momento do ataque, tendo abandonado o edifício pouco antes.

Após o ataque, os manifestantes permaneceram nas vizinhanças do edifício, entoando palavras de ordem hostis ao Presidente Morsi e à Irmandade.

Morsi continua a ser profundamente contestado sob fundo de acusações de deriva autoritária. A oposição acusa-o, nomeadamente, de querer criar um regime ideológica e politicamente dominado pelos islamitas.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG