Mais de 60 mortos e pelo menos 50 feridos em ataque aéreo

O Observatório Sírio para os Direitos Humanos (OSDH) avançou hoje que o ataque aéreo a uma padaria em Halfaya, no centro da Síria, vitimou mais de 60 pessoas e feriu pelo menos outras 50.

De acordo com o OSDH, organização não-governamental com sede em Londres, este foi um dos mais mortíferos ataques desde o início do conflito na Síria. O número de mortos poderá continuar a crescer, uma vez que a maioria dos feridos se encontra em estado crítico.

Imagens recolhidas por um 'cameraman' amador e que estão a ser difundidas num vídeo pelo OSDH mostram edifícios bombardeados, uma 'cratera' na estrada, corpos ensanguentados deitados na rua, homens a transportar vítimas às costas.

O ataque da aviação síria atingiu pessoas que esperavam em fila para serem atendidas numa padaria, em Halfaya, Hama, no centro da Síria.

Os comités de coordenação locais dos militantes que combatem o regime do Presidente Sírio Bashar Al-Assad anunciaram que Halfaya vive uma crise humanitária de escassez de pão, devido ao cerco da cidade por tropas governamentais, e que dezenas de habitantes acorreram à padaria depois de passarem vários dias privados de pão.

O enviado das Nações Unidas para a Síria, Lakhdar Brahimi, chegou hoje à capital síria, numa nova missão para tentar resolver o brutal conflito que dura há quase dois anos.

Mais de 44 mil pessoas morreram na Síria desde o início da revolta contra o regime de Bashar al-Assad, em março de 2011, contabilizou o OSDH.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG