Líder palestiniano aceita demissão do primeiro-ministro

Salam Fayyad, muito criticado pela direção do movimento da Fatah e em rota de colisão com Mahmud Abbas, pediu a demissão ao presidente, que a aceitou, indica a AFP.

"Salam Fayyad está determinado em demitir-se", disse à AFP um alto responsável palestiniano sob anonimato, enquanto o primeiro-ministro era recebido em audiência na residência oficial da presidência palestiniana em Ramala, na Cisjordânia.

"Fayyad garantiu que não se vai manter à frente do Governo mesmo que lho peçam", acrescentou a mesma fonte.

As divergências entre Abbas e Fayyad reportam-se à demissão, a 2 de março, do ministro das Finanças Nabil Qassis, aceite pelo primeiro-ministro, mas recusada pelo presidente.

Antes da nomeação de Qassis como ministro das Finanças em maio de 2012, a pasta era tutelada por Fayyad, que acumulava com o cargo de primeiro-ministro.

Na passada semana, o conselho revolucionário do movimento nacionalista Fatah, ao qual pertence Mahmud Abbas, arrasou a política do Governo palestiniano de Salam Fayyad, marcado pela improvisação e pela confusão em inúmeros aspetos financeiros e económicos, refere a AFP.

Na noite de sexta-feira, de acordo com fontes oficiais palestinianas, o Secretário de Estado norte-americano John Kerry terá ligado a Abbas a ordenar um entendimento com o seu primeiro-ministro.

Washington adiantou na passada quinta-feira que Fayyad, que tem o apoio dos Estados Unidos, não se demitiria, numa declaração que foi entendida pelos dirigentes da Fatah como uma ingerência.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG