Líder do Hamas no exílio vista Gaza na próxima semana

O líder do Hamas, Khaled Meshaal, vai efetuar a sua primeira visita a Gaza no final da próxima semana, acompanhado por vários dirigentes da organização, informou hoje uma fonte do movimento palestiniano.

"Meshaal vai chegar à Faixa de Gaza acompanhado por diversos membros da direção do Hamas no exílio um dia antes do aniversário do Hamas, para participar nas celebrações", referiu o mesmo responsável, numa referência às festividades de 8 de dezembro que assinalam o 25.º aniversário do movimento islamita.

A data do aniversário comemora-se em 14 de dezembro, mas este ano as celebrações vão iniciar-se mais cedo.

A visita de Meshaal também foi confirmada à AFP por duas outras fontes, que optaram pelo anonimato.

Caso se concretize, será a primeira vez que Meshaal se desloca à Faixa de Gaza, controlada pelo Hamas desde 2006. Natural da Cisjordânia, Meshaal foi forçado ao exílio após a Guerra dos Seis Dias, em 1967, quando Israel ocupou os territórios palestinianos, incluindo Jerusalém oriental.

A visita vai decorrer apenas duas semanas após o Hamas e Israel terem acordado um cessar-fogo mediado pelo Egito que terminou com mais de uma semana de confrontos que vitimaram mais de 170 palestinianos e seis israelitas.

O conflito foi desencadeado na sequência de um ataque aéreo israelita em 14 de novembro que matou o chefe militar do Hamas, Ahmed Jaabari.

Fundado em 1987, pouco antes do início da primeira Intifada contra a ocupação israelita da Cisjordânia e da Faixa de Gaza, o Hamas foi inspirado pela Irmandade Muçulmana do Egito.

No seu programa continua a defender a eventual destruição de Israel e o estabelecimento de um Estado islâmico nas fronteiras anteriores a 1948, quando a Palestina se encontrava sob mandato britânico.

Após uma acesa disputa interna, o Hamas e a Fatah, o partido do presidente da Autoridade Palestiniana, Mahmud Abbas, assinaram em abril de 2011 um acordo de reconciliação no Cairo, que inclui a formação de um governo interino e o início dos preparativos para as eleições presidenciais e legislativas de 2013.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG