Kerry afirma que Damasco utilizou armas químicas

O secretário de Estado norte-americano, John Kerry, garantiu hoje não ter dúvidas sobre a utilização de armas químicas na Síria na passada semana, considerando tratar-se de "uma indecência moral" perante a qual os responsáveis devem responder. "Foram utilizadas armas químicas na Síria. É inegável", afirmou Kerry aos jornalistas, numa intervenção proferida em Washington.

O responsável pela diplomacia americana classificou como "indecência moral" o recurso a armas químicas no ataque que terá causado mais de mil mortos a 21 de agosto, de acordo com as informações da oposição ao regime de Bachar al-Assad.

John Kerry, sem especificar um responsável, afirmou que "o Presidente Obama considera que aqueles que usam as armas mais atrozes contra as populações mais vulneráveis do planeta, terão de ser responsabilizados".

John Kerry não mencionou qualquer cenário de uma operação militar contra o regime de Assad.

Anteriormente, a Casa Branca desmentira as informações do diário britânico The Daily Telegraph, em que o jornal referia que Washington e Londres preparavam uma operação militar comum contra o regime sírio, a muito curto prazo.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG