Irão recusa oferta de diálogo dos EUA sobre o nuclear

Ali khamenei, o atual Líder Supremo do Irão, rejeitou as negociações propostas pelos EUA, referentes ao programa nuclear de Teerão.

O ayatollah Ali Khamenei disse num discurso, publicado online, que os EUA ofereciam ao Irão negociações diretas enquanto estavam a "apontar uma arma para o Irão".

No sábado, o vice- presidente dos EUA, Joe Biden, sugeriu que se realizassem negociações diretas, sem referir as discussões internacionais mais amplas, que terão lugar no final deste mês.

Os EUA decretaram novas sanções contra o Irão, na quarta-feira. O Irão, que está sujeito a uma série de sanções internacionais, argumenta que o seu programa nuclear tem apenas um objetivo civil.

Os críticos do Irão acreditam que o governo está, neste momento, a desenvolver armas nucleares. Os cinco membros permanentes do Conselho de Segurança da ONU, bem como a Alemanha, realizaram uma série de negociações, ao longo dos anos, porém não houve nenhum avanço.

Biden mostrou-se interessado, durante uma conferência de segurança, na Alemanha, em manter conversações diretas. O mesmo afirmou, à BBC, que Washington estava preparado para ter uma conversa "de um para um" com o Irão."Esta oferta permanece, mas deve ser real e tangível e tem que haver uma agenda para que eles estejam preparados para falar", afirmou o vice-presidente.

Para Khamenei, no entanto,estas negociações "não resolveriam nada".

Mais Notícias

Outras Notícias GMG