Irão quer acordo com Grupo 5+1 sobre programa nuclear

O presidente iraniano, Hassan Ruhani, garantiu hoje que o Irão fará "o possível" para alcançar um acordo sobre o seu programa nuclear com o grupo dos seis países mais poderosos, conhecido como o Grupo 5+1.

"O Irão demonstrou que leva a cabo um programa nuclear para fins pacíficos. Nesse sentido, fará tudo o que estiver ao seu alcance para chegar a um acordo final com o Grupo 5+1 (China, Estados Unidos, França, Reino Unido, Rússia e Alemanha)", prometeu o presidente Rohani no segundo dia de uma visita de Estado a Ancara, na Turquia.

O chefe de Estado turco assegurou igualmente que "o Irão está preparado para sentar-se à mesa das negociações em prol de uma solução".

Rohani insistiu que "o Irão fez a sua escolha ao assinar o acordo de Genebra" e denunciou as "sanções injustas" que lhe foram impostas pelos ocidentais.

O Irão e o Grupo 5+1, que concluíram um acordo interino em novembro de 2013, esperam alcançar um acordo definitivo até ao dia 20 de julho que garanta o caráter pacífico do programa nuclear iraniano e permita levantar as sanções internacionais impostas ao Irão.

Esta manhã, o negociador-chefe do Irão informou que autoridades alemãs vão visitar Teerão, no próximo domingo, para conversações diretas sobre o programa nuclear iraniano.

O Irão tem agendado para esta semana um conjunto de discussões idênticas com negociadores dos Estados Unidos, França e Rússia.

Estas visitas antecedem a próxima reunião do Grupo 5+1, que vai decorrer entre os dias 16 e 20 de junho, em Viena.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG