Exército israelita detém 55 palestinianos na Cisjordânia

O exército israelita anunciou hoje a detenção de 55 palestinianos na Cisjordânia por "atividades terroristas", poucas horas depois da entrada em vigor de um cessar-fogo, acordado entre Israel e o Hamas, na Faixa de Gaza.

Os palestinianos detidos são acusados de se terem envolvido em "atividades terroristas e violentas na Cisjordânia", informa um comunicado do exército israelita, citado pela agência noticiosa francesa AFP, em que se acrescenta que os detidos pertencem a diferentes organizações. "No total, 55 terroristas, filiados em diferentes grupos terroristas, foram detidos. Entre eles está uma série de altos responsáveis" de grupos palestinianos, acrescenta o exército. As detenções de militantes palestinianos na Cisjordânia são frequentes, mas esta é excecionalmente pela sua amplitude. O anúncio do exército de Israel acontece poucas horas depois da entrada em vigor de um cessar-fogo entre o grupo palestiniano Hamas, no poder na Faixa de Gaza, e Israel, depois de oito dias de hostilidades. Hoje de manhã, 12 horas depois do anúncio do acordo, não havia sinais de violações da trégua.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG