Confrontos entre oposição e islamitas fazem 120 feridos

Violentos confrontos entre elementos da oposição e militantes da Irmandade Muçulmana, junto da sede deste movimento no Cairo, causaram pelo menos 120 feridos.

Os confrontos começaram durante a tarde e prolongaram-se até à noite, com os elementos da oposição laica a atacarem veículos com militantes e simpatizantes da Irmandade Muçulmana trazidos de fora do Cairo para a sede do movimento, que se situa numa colina nos arredores da cidade.

Alguns dos autocarros foram queimados pelos militantes da oposição e os islamitas responderam com disparos de caçadeiras. A polícia montou um forte dispositivo de segurança em torno da sede da Irmandade, envolvendo-se igualmente em confrontos com os oposicionistas.

Estes criticavam o líder máximo da Irmandade, Mohammed Badie, que acusam de ser o verdadeiro dirigente do Egito e não o Presidente Mohamed Morsi.

Os confrontos alastraram depois por todo o bairro se situa a sede do movimento islamita, tendo sido incendiados caixotes de lixo e automóveis.

Antes dos confrontos de hoje, oposição e islamitas tinham-se envolvido em escaramuças diante do palácio presidencial em dezembro, que causaram 11 mortos.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG