Abbas culpa Israel "responsável" por morte de jovem

A presidência palestiniana disse considerar Israel "inteiramente responsável" pelo rapto e morte de um adolescente palestiniano em Jerusalém, que poderá ter sido uma represália pela morte de três jovens israelitas na Cisjordânia. O primeiro-ministro israelita, Benjamin Netanyahu, classificou o crime de "abominável".

O líder palestiniano, Mahmud Abbas, pediu a Israel para que "tome medidas concretas no terreno para travar os ataques e o caos que resulta das agressões". Pediu ainda ao primeiro-ministro israelita uma condenação do crime, tal como o próprio Abbas tinha feito em relação ao rapto e morte de três jovens israelitas

Mais tarde, Netanyahu qualificou de "crime abominável" a morte de Mohammad Abou Khdeir, de 16 anos, raptado quando pedia boleia em Jerusalém-Leste e encontrado morto algumas horas mais tarde na parte ocidental da cidade, com sinais de violência.

"O primeiro-ministro reuniu-se com o ministro da Segurança Intrna, Yitzhak Aharonovitch e pediu para encontrar o mais rapidamente possível os autores do crime abominável e determinar em que circunstâncias terá ocorrido", segundo um comunicado do gabinete de Netanyahu.

O crime poderá ser um ato de vingança após a morte de três jovens israelitas, raptados a 12 de junho quando pediam boleia na Cisjordânia e encontrados sem vida na segunda-feira.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG