Homem meteu mulher na mala para a fazer entrar na UE. E nem era preciso

Francês casou-se com russa em Moscovo e tentou escondê-la numa mala de viagem para entrar na União Europeia. Foi apanhado na fronteira com a Polónia.

Um homem francês, com cerca de 60 anos, foi apanhado pelas autoridades fronteiriças polacas a tentar fazer entrar em território europeu a mulher, russa de cerca de 30, dentro de uma mala de viagem. Ela acabou por ser reenviada para o país de origem por não ter visto... que lhe seria dado facilmente.

Segundo os jornais polacos, as autoridades de Terespol, na fronteira com a Bielorrússia, que inspecionavam o comboio com origem em Moscovo (o destino final seria Nice) suspeitaram das dimensões da mala e pediram ao homem para a abrir.

"E esta é a minha mulher", terá simplesmente dito o francês quando confrontado com o facto de o seu plano ter falhado. A mulher estava de boa saúde, garantiu um porta-voz da polícia, citado pelos media. Acabou por ser repatriada, acusada de transpor a fronteira ilegalmente.

No entanto, todo este esquema não seria necessário. Enquanto mulher de um cidadão de um Estado da União Europeia signatário do Acordo de Schengen, bastar-lhe-ia pedir um visto, atribuído de forma quase automática, para poder circular livremente em quase todo o território da UE.

Veja a reportagem da Euronews sobre o caso:

Mais Notícias

Outras Notícias GMG