FIFA aprova véu islâmico no futebol feminino

A FIFA aprovou, ontem, a utilização de véu islâmico em competições oficiais causando euforia entre os países do Golfo Pérsico, especialmente no Qatar, país organizador do campeonato do mundo de futebol feminino em 2022.

A medida foi anunciada em Zurique, depois de receber o voto positivo do "Board" da FIFA, o único órgão autorizado a modificar as regras do futebol. A alteração surgiu depois de os técnicos se certificarem que o uso de véus em competições desportivas não prejudica a segurança.

"Não vamos ser lançadas para o estrelato mundial, mas a decisão estabelece o respeito pelas diferentes religiões", afirmou a presidente do comité das mulheres desportistas do Kuwait, Sheikha Naima Al Sabah, à AFP. Declarações semelhantes surgiram no Qatar, Emirados Árabes Unidos e Bahrein.

"O número de mulheres que jogam futebol vai disparar", disse o responsável do futebol feminino no Qatar, Hani Ballan. O Omã, que não tem equipa de futebol feminina, e a Arábia Saudita, que proíbe as mulheres de praticarem qualquer atividade desportiva pública, recusaram-se a comentar a decisão do órgão máximo do futebol mundial.

Em termos financeiros, o desaparecimento desse obstáculo à participação de equipas árabes em competições futuras como campeonatos mundiais e olímpicos, também será um fator revolucionário para os cofres da FIFA e do negócio desportivo.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG