Família real diz adeus a voos gratuitos e presentes de luxo

A Casa do Rei revelou, como tinha prometido Felipe VI, novas regras de transparência para os seus membros e funcionários

Se o xeque do Dubai quiser oferecer algum Ferrari ao rei Felipe VI de Espanha, para juntar aos dois que deu em 2011 ao anterior monarca Juan Carlos, terá de fazê-lo rapidamente. É que a partir do próximo ano, a família real espanhola está proibida de aceitar presentes que superem "os usos habituais, sociais ou de cortesia" ou que possam "comprometer a dignidade das funções institucionais". As novas regras de transparência vão impedir ainda a família real de aceitar favores como empréstimos com condições vantajosas ou viagens de avião gratuitas.

No discurso da proclamação, em junho, Felipe VI tinha prometido "uma coroa íntegra, honesta e transparente" face às inúmeras polémicas que marcaram os últimos anos de reinado do pai. Nesse sentido, a Casa do Rei anunciou, logo em julho, que iria fazer uma auditoria externa às contas e aprovar um código de conduta para os seus membros e funcionários. Antecipando agora a entrada em vigor da nova Lei da Transparência, que afeta os altos cargos do governo, o Palácio da Zarzuela revela as novas regras que deverão ser seguidas pelos monarcas.

Leia mais pormenores na edição impressa ou no e-paper do DN

Mais Notícias

Outras Notícias GMG