Vítimas de abusos apresentam queixa contra o Papa

Foi hoje depositada no Tribunal Penal Internacional uma queixa contra o Papa e outros responsáveis da Igreja católica por "crimes contra a humanidade", anunciou uma associação de antigas vítimas de abusos sexuais

Vítimas de padres pedófilos depositaram uma queixa no Tribunal Penal Internacional (TPI) contra o Papa e outros três altos responsáveis da Igreja. Com a ajuda de advogados de uma ONG americana, o grupo acusa o Vaticano de "ter tolerado e tornado possível o encobrimento sistemático de violações e agressões sexuais contra crianças em todo o mundo".

A acusação contra altos oficiais é justificada pela sua alegada "responsabilidade directa enquanto superiores hierárquicos".

A queixa foi apresentada por membros de uma associação de antigas vítimas, a SNAP. Os elementos da SNAP que recorreram ao TPI são oriundos da Alemanha, Estados Unidos, Holanda e Bélgica, quatro países onde o Vaticano se viu envolvido em escândalos relacionados com abusos sexuais a menores.

Juntamente com a queixa, o grupo de vítimas apresentou um documento de dez mil páginas onde são relatados casos de pedofilia.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG