Ursinhos fazem nova "vítima" nos Negócios Estrangeiros

O lançamento de oito mil ursos de peluche na Bielorússia continua a fazer "baixas" e agora foi a vez do ministro dos Negócios Estrangeiros ter sido demitido pelo presidente Alexander Lukashenko.

O Presidente da Bielorússia, Alexander Lukashenko, demitiu o ministro dos Negócios Estrangeiros, Serguei Martynov, que foi "nomeado para outras funções", anunciou hoje a presidência num comunicado sem grandes detalhes.

Esta demissão segue-se à expulsão do embaixador Stefan Eriksson e de todos os diplomatas suecos que se encontravam em Minsk, devido ao apoio dado ao lançamento por ativistas de oito mil ursinhos de peluche sobre a capital, com palavras a favor da liberdade de expressão, que não caíram bem na presidência Bielorussa.

Os ursinhos de peluche, que caíram literalmente do céu na Bielorrússia, naquela que continua a ser, segundo a União Europeia, a última ditadura da Europa, traziam palavras de ordem como: "Apoiamos a luta da Bielorrússia pela liberdade de expressão".

Este bombardeamento "fofinho", além de já ter levado à expulsão de Minsk do embaixador sueco e do pessoal diplomático, por "apoiar demasiado os direitos humanos", também "vitimou" os generais que permitiram o voo da avioneta de onde foram lançados os ursinhos, que foram destituídos com o argumento de que não tiveram "capacidade de garantir a segurança nacional".

Mais Notícias

Outras Notícias GMG