Turquia apreende 'carga questionável' em avião sírio

As autoridades turcas apreenderam na quarta-feira uma "carga questionável" no avião sírio de passageiros que foi intercetado em voo, quando se dirigia para Damasco, proveniente de Moscovo, disse o ministro turco dos Negócios Estrangeiros, noticia hoje a AFP.

Ahmet Davutoglu disse que "havia carga ilegal no avião que deveria ter sido comunicada", de acordo com as regulações da aviação civil, citou a agência noticiosa turca Anatolia.

"Estavam elementos a bordo que podem ser considerados questionáveis", acrescentou, sem detalhar.

A força aérea turca obrigou o avião sírio a aterrar em Ancara, por suspeita de o aparelho transportar armas e munições.

O aparelho, que transportava 35 passageiros, entre os quais 17 russos, segundo a agência noticiosa russa Interfax, foi depois autorizado a retomar o plano de voo.

A carga confiscada foi identificada pelo canal televisivo NTV como sendo constituída por componentes de mísseis, enquanto a televisão pública TRT especulava que poderia ser equipamento de comunicações destinado ao regime de Damasco.

Antes, Davutoglu afirmara que recebera informações segundo as quais o avião A-320, que se dirigia de Moscovo para Damasco, transportava carga que desrespeitava as regras da aviação civil.

No seguimento da aterragem forçada do avião sírio, o governo turco alertou as companhias aéreas turcas para não usarem o espaço aéreo sírio de forma a prevenirem eventuais represálias, adiantou a NTV.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG