Torre Eiffel já reabriu ao público

A Torre Eiffel foi reaberta ao público hoje à noite, depois de ter sido evacuada durante mais de duas horas pela polícia, devido a uma ameaça de bomba.

A polícia informou que "o dispositivo foi levantado" e que procedeu à "inspecção minuciosa do local para permitir ao operador [que explora o serviço] retomar a sua actividade".

O operador da Torre Eiffel "recebeu uma chamada cerca das 18:40" (17:40 em Lisboa), feita a partir de "uma cabina telefónica", informou a polícia, que decidiu fazer a evacuação, duas semanas depois de uma primeira ameaça de bomba no monumento emblemático da capital francesa.

Esta ameaça ocorre depois de o ministro do Interior francês, Brice Hortefeux, ter declarado, na passada semana, que a ameaça terrorista em França é "real" e de os serviços de informações mencionarem "uma ameaça de atentado iminente".

O director geral da polícia, Frédéric Péchenard, pormenorizou: "Não estou aqui para inquietar as pessoas, mas temos indicações sérias, emanando de informações fiáveis, que nos garantem que há um risco importante de atentado."

A Al-Qaida do Magrebe Islâmico (AQMI) reivindicou o rapto de cinco franceses, um togolês e um malgache, a 16 de Setembro, no Norte do Níger, e lançou um aviso aos dirigentes de Paris.

"Ao anunciar a nossa reivindicação desta operação, informamos o governo francês que os mujahidin [combatentes islâmicos] vão transmitir posteriormente as suas legítimas pretensões", declarou o porta-voz da AQMI, numa mensagem áudio divulgada pela cadeia de televisão Al-Jazeera, do Qatar.

A polícia já tinha evacuado a Torre Eiffel e a estação de transportes Saint-Michel, em Paris, a 14 de Setembro, e a estação do metropolitano parisiense Saint-Lazare, a 27 de Setembro, após ameaças de bomba, que se revelaram sem fundamento.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG