Rússia não se vai precipitar, diz MNE russo

O ministro dos Negócios Estrangeiros russo disse na quarta-feira que o seu Governo "não se vai precipitar para fazer qualquer coisa estúpida", mas que ponderará ações se as sanções ocidentais ligadas à crise ucraniana se mantiverem.

Ao falar durante uma conferência de imprensa em Santiago do Chile, depois de uma reunião com o seu homólogo chileno, Sergei Lavrov disse: "Queremos dar aos nossos colegas governantes a oportunidade para se acalmarem".

Parecendo falar diretamente para o Governo do Presidente norte-americano, Barack Obama, Lavrov acrescentou: "Porém, se as vossas ações continuarem (...), nesse caso, vamos estudar a situação".

O ministro russo apelou também à libertação dos observadores da Organização para a Segurança e a Cooperação na Europa (OSCE), sequestrados por militantes pró-russos na cidade ucraniana de Slavyansk, no leste do país.

Mas, acentuou, que os russos "não podem tomar decisões por essas milícias", acrescentando que "é preciso tomar em conta as ameaças que essas milícias receberam de Kiev".

Os críticos de Moscovo acusam a Rússia de estar a apoiar os rebeldes.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG