República Dominicana contrata Baltasar Garzón e exige responsabilidades

O Governo da República Dominicana contratou o ex-juiz da Audiência Nacional Baltasar Garzón para apurar responsabilidades penais e civis pela morte de uma alta funcionária daquele país no acidente de comboio de Santiago de Compostela.

Segundo fontes próximas de Garzón, que se tornou conhecido enquanto juiz da Audiência Nacional, o tribunal penal superior de Espanha, a República Dominicana pediu ao antigo magistrado espanhol que assuma a defesa dos interesses da alta funcionária falecida, dos seus familiares e do próprio Estado num processo penal por acidente ferroviário.

De acordo com as mesmas fontes, Rosalina Ynoa "viajava em missão oficial" no comboio que descarrilou na passada quarta-feira, perto de Santiago de Compostela, provocando a morte a 79 pessoas e ferimentos em mais de uma centena.

Garzón atuará em coordenação com o gabinete jurídico dominicano, liderado pelo antigo Procurador-Geral da República Radhames Jiménez.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG