Putin diz que ajuda financeira tem de esperar pelo novo governo

A Rússia vai esperar pela formação do novo governo ucraniano para "garantir" a forma de pôr em prática os acordos sobre a ajuda de Moscovo a Kiev, firmados em dezembro, disse hoje o presidente russo Vladimir Putin.

"Vamos esperar pela formação do novo governo ucraniano" disse hoje Putin citado pela agência Ria Novosti, após uma reunião de trabalho no Kremlin com o primeiro-ministro.

"Devemos necessariamente pôr em prática os acordos de forma refletida e não o podemos fazer dessa maneira numa altura em que não sabemos qual vai ser o novo governo, não sabemos quem vai trabalhar e quais vão ser os princípios de trabalho", acrescentou o primeiro-ministro Medved sobre o mesmo assunto.

O Presidente russo, Vladimir Putin, afirmou terça-feira que a Rússia não irá rever os acordos económicos com a Ucrânia se a oposição chegar ao poder, mas insistiu na necessidade de recuperar o dinheiro emprestado.

Putin, que falava durante uma conferência de imprensa em Bruxelas, no final da cimeira União Europeia-Rússia, afirmou que não tem "divergência política" com a Ucrânia, mas que é o "interesse comercial que domina".

A Rússia decidiu no dia 17 dezembro conceder uma linha de crédito à Ucrânia de 15 mil milhões de dólares, assim como a redução de trinta por cento das tarifas de gás logo após o chefe de Estado ucraniano ter renunciado à assinatura do acordo de associação com a União Europeia.

O volte face em relação ao acordo de associação com a União Europeia por parte do presidente da Ucrânia provocou uma onda de contestação no país e que provocaram a queda do governo de Kiev, na terça-feira.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG