Processo contra Ratko Mladic recomeça a 9 de julho

O processo contra o ex-chefe militar dos sérvios da Bósnia, Ratko Mladic, suspenso desde 17 de maio, recomeçará a 9 de julho com a audição da primeira testemunha de acusação, anunciou hoje o Tribunal Penal Internacional para a ex-Jugoslávia.

"A instância programou hoje para 9 de julho o início da apresentação dos elementos de prova da acusação no processo contra Ratko Mladic", indicou o Tribunal Penal em comunicado.

O julgamento tinha sido adiado para data indefinida um dia após o seu início, em 16 de maio, devido a "irregularidades" na transferência dos documentos da acusação para a defesa, que alegou não estar preparada para apresentar os seus argumentos.

Mladic, 70 anos, tem de responder a 11 acusações de crimes de guerra, crimes contra a humanidade e genocídio alegadamente cometidos no decurso da guerra na Bósnia-Herzegovina (1992-1995), em particular o massacre de cerca de 8.000 homens e rapazes em idade de combater na cidade de Srebrenica.

Os procuradores também consideram Mladic responsável pelo cerco de Sarajevo, que se prolongou durante 44 meses, com um balanço de 10.000 mortos, na maioria civis.

O ex-líder militar dos sérvios da Bósnia, detido em 2011 na Sérvia após 16 anos em fuga, declarou-se não culpado na sessão preliminar do julgamento. Caso seja condenado, arrisca prisão perpétua.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG