Primeiro-ministro ucraniano demite-se

(ATUALIZADA) O primeiro-ministro ucraniano, Mykola Azarov, anunciou hoje que apresentou a sua demissão, num comunicado publicado no site do governo no momento em que se iniciava uma sessão extraordinária no Parlamento sobre a crise por que atravessa o país.

"Tomei a decisão de pedir ao presidente que aceite a minha demissão do cargo de primeiro-ministro, para permitir a criação de condições para um compromisso pacífico e político para um fim pacífico do conflito", lê-se no comunicado.

"Neste dia, o mais importante é preservar a unidade e integridade da Ucrânia. Isso é muito mais importante do que qualquer ambição pessoal", acrescenta o chefe de governo.

No parlamento, onde os deputados devem hoje pronunciar-se sobre uma série de medidas, designadamente sobre uma eventual revogação da legislação repressiva das manifestações, a sessão começou esta manhã com os parlamentares a entoarem o hino nacional.

Foi ainda observado um minuto de silêncio em memória dos mortos em Kiev nos confrontos entre manifestantes e autoridades (três pessoas, segundo balanço oficial).

Mais Notícias

Outras Notícias GMG