Presos 95 alegados membros da Cosa Nostra

A polícia italiana prendeu hoje, em Palermo, 95 presumíveis membros da máfia Cosa Nostra, acusados de extorquir empresários sicilianos durante anos.

Na operação, que juntou efetivos de várias forças, foram desmantelados os clãs que controlavam as zonas de Resuttana e San Lorenzo e apreendidos vários milhões de euros, informaram fontes policiais.

Os suspeitos vão acusados designadamente de extorsão e de associação criminosa.

Em comunicado, a polícia indica que, "segundo as investigações, os detidos submeteram, durante anos a fio, empresas, edis e atividades comerciais da Sicília a uma sufocante pressão que condicionou a economia local de forma ilegal".

De acordo com 'media' italianos, as investigações tornaram ainda possível clarificar o assassínio, ocorrido há mais de 100 anos, do polícia italo-americano Joe Pretrosino, que morreu em Palermo, em 1909.

DM //

Mais Notícias

Outras Notícias GMG