PM inglês reabre investigação ao caso Maddie

A Polícia Metropolitana de Londres vai voltar ao caso de Madeleine McCann, a menina britânica desaparecida no Algarve em Maio de 2007, depois da intervenção pessoal do primeiro-ministro do Reino Unido, David Cameron.

A ministra do Interior britânica, Theresa May, informou hoje em comunicado a decisão, depois de David Cameron ter escrito aos pais da criança, Kate e Gerry McCann, para prometer-lhes que faria o possível para ajudar a encontrá-la. O chefe do Governo já tinha estado com os pais de Madeleine há cerca de 18 meses quando era líder da oposição.

Apesar da menina "ter desaparecido em Portugal e os portugueses manterem a responsabilidade do caso, as agências que fazem cumprir a lei aqui [referindo-se à Polícia], seguiram pistas e passaram informação às autoridades portuguesas", disse um porta-voz do Ministério do Interior.

A ministra do Interior salientou que a Polícia Metropolitana de Londres, conhecida como Scotland Yard, vai usar a sua "experiência particular" no caso e afirmou que o seu Ministério dará o "apoio financeiro necessário". Theresa May referiu que a Polícia tem a técnica e o conhecimento que podem ajudar a esclarecer o caso. "As autoridades britânicas nunca deixarão de trabalhar para encontrar a Madeleine", acrescentou.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG