Pedidos de Natal: brinquedos e... um poço de petróleo

O palácio do Ded Moroz, o equivalente da cultura eslava ao Pai Natal, tem sido visitado nos últimos dias por milhares de crianças russas. À semelhança do Pai Natal, o Ded Moroz é gentil, generoso e cumpre sempre as suas promessas. No entanto, nem sempre é fácil aceder aos pedidos de todas... Há quem peça brinquedos e doces, mas, o que se faz quando uma criança pede um poço de petróleo?

"Os desejos das crianças são, por vezes, imprevisíveis. Um menino pediu-me um poço de petróleo na semana passada", declarou Ded Moroz à AFP.

Entre outros presentes pedidos pelos jovens cidadãos da Rússia, o principal produtor de petróleo juntamente com a Arábia Saudita, estão "objetos publicitados na televisão ou em desenhos animados", como jogos de construção ou bonecas, revelou Ded Moroz, com a sua longa barba e luvas vermelhas.

Em 2004 este Pai Natal teve direito a uma pequeno palácio de madeira, construído perto da floresta de Kouzminki, que é para ele uma segunda casa. Ded Moroz assume-se como a "personagem mais positiva dos contos de fadas russos", acrescentando que a personagem cumpre sempre as suas promessas e dá presentes a todas as crianças.

Ao contrário do que acontece no ocidente, na Rússia as crianças não recebem os presentes na véspera de Natal, visto que na época comunista esta data não tinha existência legal, mas sim na Passagem do Ano.

Em dezembro, cerca de três mil crianças vão todos os dias visitar o Ded Moroz, levando consigo cartas cheias de listas de presentes. Reunidos no pátio do seu palácio, em torno de uma árvore gigantesca, os mais pequenos anseiam por ouvir histórias tradicionais e por poder contar como se portaram ao longo do ano.

Apesar de, tradicionalmente, cumprir sempre as suas promessas, o Ded Moroz tem, este ano, a tarefa mais complicada. Afinal de contas, não é fácil presentar um jovem com um poço de petróleo.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG