Outros sérvios que faltaram ao TPI

Vojislav Seselj, líder do Partido Radical da Sérvia, ultranacinalista, é acusado de conspirar para assassinar torturar e prender milhares de não sérvios a seguir à dissolução da Jugoslávia. Seselj, que se defende sozinho e se declarou inocente, faltou à sessão de abertura para boicotar o julgamento, em 2006. O TPI nomeou um advogado para o substituir. Um ano depois anulou a decisão.

Jovica Stanisic, ex-chefe dos serviços secretos da Sérvia, e é acusado de assassínio, deportação e actos inumanos contra minorias. Faltou à abertura do julgamento em 2008. Uma série de recursos arrastaram o início do julgamento até Junho deste ano.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG