Mulher de Chirac desmente que ele sofra de Alzheimer

A mulher de Jacques Chirac negou hoje, segunda-feira, que o ex-Presidente francês sofra da doença de Alzheimer, como um jornal francês referiu este fim-de-semana.

O "Journal du Dimanche" relançou os rumores sobre a saúde do antigo presidente (1995-2007) afirmando que a sua mulher, Bernadette, tinha falado de "Alzheimer" a propósito dele.

"É uma mentira", desmentiu hoje Bernadette Chirac à rádio Europe 1, adiantando estar "chocada" por lhe atribuírem semelhantes declarações. "Os médicos disseram-lhe que ele não tem a doença de Alzheimer. Acredito neles", afirmou ainda. "Se o meu marido sofresse desta doença não hesitaria em dizê-lo", adiantou.

O próprio Jacques Chirac, interrogado à saída da sua casa pouco depois, assegurou estar bem. "Estou muito bem obrigado. Desejo que também estejam", declarou à BFMTV o ex-Presidente.

Com 78 anos, o antigo Presidente, que vai ser julgado pela alegada criação de empregos fictícios na cidade de Paris quando era presidente da Câmara nos anos 90, tinha um ar enfraquecido nas últimas vezes que apareceu em público.

Numa audiência hoje de manhã o tribunal de Paris confirmou que o antigo presidente será julgado de 7 de Março a 8 de Abril. O processo envolve duas acusações, uma sobre 21 empregos de conveniência e outra sobre sete empregos fictícios. O tribunal adiou para aquela data a decisão sobre um pedido de hoje da defesa de Jacques Chirac para adiar o julgamento.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG