Milhares de ilegais tentaram entrar em Melilla

Mais de mil imigrantes ilegais tentaram durante a última noite forçar a entrada clandestina no enclave espanhol de Melilla. Não conseguiram entrar devido à pronta atuação das forças de segurança marroquinas.

Os clandestinos foram detetados inicialmente por um helicóptero da Guarda Civil espanhola, caminhando em fila indiana noite dentro, tentando aproximar-se da primeira linha de obstáculos que delimita a fronteira entre o enclave e Marrocos.

As imagens disponibilizadas no YouTube mostram uma longa fila - segundo as estimativas composta por mais mil migrantes clandestinos, geralmente provenientes da África subsariana - dirigindo-se para Melilla.

A novidade destas imagens é que, ao contrário do que sucede habitualmente em que se vê o momento das tentativas de passar a fronteira, são visíveis os clandestinos nos momentos que antecedem a chegada às proximidades do território espanhol.

As imagens foram recolhidas num local próximo do aeroporto de Melilla e que é uma das mais procuradas pelos clandestinos, refere a edição online do diário El Mundo.

Repelidos pelas forças de segurança marroquinas, os migrantes tentaram ainda saltar a fronteira noutro ponto, mas também aqui não tiveram sucesso.

As autoridades da cidade voltaram a sublinhar que Melilla tem vivido nos últimos tempos "sobre tremenda pressão migratória" e que se torna indispensável reforçar as medidas de segurança e os elementos dissuasórios no perímetro fronteiriço. Entre estes elementos está arame farpado com lâminas, o que é considerado uma opção desumana e cruel por diferentes ONG. No passado, este tipo de arame farpado já esteve colocado, mas foi retirado em 2007 na época do Governo de José Luís Zapatero.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG