Merkel volta a negociar com o SPD no dia 14

Quase duas semanas depois da vitória da CDU/CSU nas eleições legislativas alemãs a chanceler Angela Merkel iniciou hoje, em Berlim, as negociações com os sociais-democratas tendo em vista a formação de um novo Governo na Alemanha. Após uma reunião de algumas horas, ambos os partidos marcaram novas discussões para o dia 14 deste mês.

No sufrágio de 22 de setembro a CDU/CSU de Merkel obteve 41,5% dos votos, tendo ficado a apenas cinco deputados da maioria absoluta no Bundestag. Por isso, Merkel está à procura de parceiros de coligação para governar, com prioridade para o SPD - que ficou em segundo lugar nas eleições - com 23%.

O facto de os liberais do FDP, aliados de Merkel no seu segundo Executivo, não terem obtido o mínimo de 5% de votos nas legislativas também explica em parte o porquê de a chanceler andar agora à procura de novos aliados.

Merkel, que lidera uma delegação de 14 pessoas (sete da CDU e sete da CSU), chegou ao local das reuniões sorridente mas sem fazer comentários. Pelo lado do SPD, Sigmar Gabriel, presidente do partido, lidera uma delegação de sete pessoas, entre as quais está Peer Steinbrück, candidato a chanceler dos sociais-democratas que foi derrotado por Merkel.

Estas negociações demoraram algumas horas e não se sabe quando e se produzirão resultados. Após o primeiro encontro exploratório de hoje, foram agendadas novas discussões entre os dois partidos para o dia 14 deste mês.

Merkel, à cautela, convidou também já os Verdes para negociações exploratórias. Os Verdes, que ficaram em quarto lugar, tendo recolhido 8,3% dos votos. A hipótese que a grande parte dos alemães prefere é, no entanto, a de uma Grande Coligação entre CDU/CSU e SPD, tal como aconteceu em 2005.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG