Menor que arremessou objecto no jogo do Granada regressou ao centro de acolhimento

O menor detido domingo por ter arremessado um guarda-chuva a um dos árbitros auxiliares do jogo campeonato espanhol de futebol entre o Granada e o Maiorca foi hoje entregue pela polícia ao centro de acolhimento onde vive.

O jovem, de 15 anos e nacionalidade marroquina, foi entregue ao centro depois de ter prestado declarações no tribunal de menores, que considerou não terem sido provocadas lesões graves, indicaram fontes policiais.

O adolescente assistiu ao jogo no estádio Los Cármenes, com um grupo de colegas e um tutor, a convite do clube de Granada, no âmbito de um programa de apoio a centros de acolhimento ligados às Aldeias SOS.

A representante do governo da Andaluzia em Granada, Maria José Sanchez, disse aos jornalistas que nunca antes houve problemas com os grupos de jovens do centro de acolhimento que assistem aos jogos.

"Nunca o menor ou a entidade que o tutela o menor estiveram envolvidos em conflitos. É preciso averiguar o que se passou", disse Maria Jose Sanchez, classificando o episódio como "um incidente infeliz".

O guarda-chuva arremessado aos 60 minutos do encontro, da 13.ª jornada da liga espanhola, atingiu no rosto um dos auxiliares e a partida foi suspensa pouco depois.

Pouco antes do incidente, o português Carlos Martins marcou um golo sensacional, o segundo do Granada, e provocou uma onda de emoção e apoio em todo o estádio, devido ao problema de saúde do seu filho, Gustavo.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG