Mariano Rajoy pede eleições antecipadas

O líder do PP, o maior partido da oposição espanhola, defendeu hoje a realização de eleições antecipadas em Espanha, dois dias depois do líder socialista e primeiro-ministro, José Luis Rodríguez Zapatero, anunciar que não se recandidata em 2012.

Mariano Rajoy, que ecoou assim os comentários feitos no fim-de-semana por outros dirigentes do PP, considerou que as eleições antecipadas são essenciais para garantir "estabilidade, confiança e certeza" no momento económico atual.

Para Rajoy, que falava à Cadena Ser, seria "uma boa notícia" que se clarificasse a liderança do país e se "produzisse uma mudança política".

Estes foram os primeiros comentários de Rajoy desde que, no sábado, o líder do PSOE e primeiro-ministro anunciou no Comité Federal dos socialistas que não se recandidata nas eleições gerais de 2012.

Zapatero anunciou que depois das eleições regionais e municipais de 22 de maio, o PSOE deverá iniciar o processo para a realização de eleições primárias para definir o seu sucessor.

Dois ministros do seu atual Governo, Alfredo Pérez Rubalcaba (Interior e número dois do Governo) e Carme Chacón (Defesa) são apontados como possíveis candidatos à sucessão.

Nenhum formalizou ainda qualquer intenção de se apresentar a eleições primárias no PSOE, tendo Chacón chegado mesmo a apelar, no fim-de-semana, para que se suspendam campanhas de apoio à sua candidatura iniciadas nas redes sociais e na Internet.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG