Manifestantes têm 15 dias para sair de edifícios oficiais

A amnistia aprovada pelo parlamento da Ucrânia só será aplicada se os manifestantes abandonarem as ruas e edifícios administrativos ocupados nos 15 dias seguintes à entrada em vigor da lei, segundo o texto legal publicado hoje.

A lei foi aprovada na quarta-feira à noite, mas o prazo só começa a contar depois de ser assinada pelo presidente, Viktor Ianukovich e publicada no jornal oficial.

A oposição recusou quaisquer condições à amnistia de dezenas de manifestantes detidos em confrontos com a polícia e não participou na votação, mas os votos do Partido das Regiões, no poder, foram suficientes para aprovar a lei.

Os protestos que abalam a Ucrânia há mais de dois meses passaram pela ocupação de vários edifícios públicos, entre os quais a câmara municipal de Kiev e sedes de vários governos regionais.

O texto legal não especifica quais os edifícios envolvidos mas, em relação às ruas, determina a desocupação de todas as ruas e praças "à exceção daquelas onde se realizam ações de protesto pacíficas".

Mais Notícias

Outras Notícias GMG