Locomotiva retirada da via e maquinista ouvido hoje

Operários retiraram de madrugada a locomotiva do comboio que descarrilou na quarta-feira em Santiago de Compostela, que continua em Angrois à espera de ser transportada para o navio que guarda as peças do comboio acidentado. Hoje ainda o maquinista vai ser presente a tribunal, acusado de homicídio por negligência de 78 pessoas.

A operação para remover a locomotiva terminou cerca das 05:00, o que irá permitir restabelecer hoje a circulação na terceira faixa da linha ferroviária, depois das outras duas terem sido reabertas na sexta-feira, avança a agência de notícias espanhola Efe, que cita a empresa gestora de infraestruturas ferroviárias da Espanha (Adif).

As peças do acidente ferroviário, que fez 78 mortos, estão à guarda da polícia num navio na freguesia de Escravitude, na Corunha.

Estas instalações pertencem a uma empresa de transporte, colaboradora da empresa proprietária das duas máquinas de grandes dimensões que retiraram as peças do comboio da via onde ocorreu o acidente.

Hoje, o maquinista do comboio vai ser presente a tribunal, acusado de homicídio por negligência de 78 pessoas.

Mantido sob custódia policial desde a noite de quinta-feira, o maquinista do comboio de alta velocidade acidentado, Francisco José Garzon, recusou na sexta-feira responder às questões da polícia.

As autoridades forenses conseguiram já terminar a identificação de todas as 78 vítimas do acidente ferroviário da passada quarta-feira em Santiago de Compostela, informaram hoje através da rede social Twitter.

Nas últimas horas, as autoridades conseguiram identificar os corpos de três vítimas mortais do acidente através de exames de ADN.

O ministro do Interior de Espanha, Jorge Fernández Diaz, elogiou no sábado, em Santiago de Compostela, o trabalho feito pelas autoridades forenses e pelas restantes autoridades policiais.

O acidente envolveu um comboio de alta velocidade que descarrilou à entrada da estação de Santiago de Compostela cerca das 20:40 locais (19:40 em Lisboa) de quarta-feira.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG