Julgamento de ex-presidente Chirac iniciou-se na ausência do antigo chefe de Estado

O julgamento do ex-Presidente francês Jacques Chirac começou hoje ao início da tarde no tribunal de Paris, num caso de alegados empregos fictícios, e como previsto na ausência do antigo chefe de Estado

Primeiro ex-chefe de Estado francês a ser levado perante um tribunal penal, Jacques Chirac, 78 anos, enviou na sexta-feira uma carta ao presidente do tribunal, à qual juntou o seu dossier médico. Na carta, pede para que o tribunal autorize que seja representado pelos seus advogados no julgamento, dado já não ter "plena capacidade para participar no processo de audição".

O seu genro, Frédéric Salat-Baroux, disse no sábado à agência noticiosa francesa AFP que o estado de saúde de Chirac se tem vindo a degradar "há alguns meses", adiantando que "a sua presença no julgamento não pode ocorrer em condições humanas e de dignidade" pois o ex-presidente "já não tem memória para isso".

O presidente do tribunal, Dominique Pauthe, deve decidir se responde positivamente ao pedido de Jacques Chirac ou se adia as audiências, podendo também pedir uma outra perícia médica.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG