Jovem agredida com ácido em Zanzibar já fora atacada

Kirstioe Trup, uma das duas adolescentes britânicas agredidas com ácido em Zanzibar já havia sido alvo de ataque por parte de uma mulher muçulmana, há duas semanas, por estar a cantar durante o ramadão.

Katie Gee e Kirstie Trup, ambas com 18 anos, estão a recuperar depois de terem sido agredidas com ácido por dois homens que fugiram de scooter. As autoridades de Zanzibar, uma ilha maioritariamente muçulmana, lançaram uma verdadeira caça ao homem para encontrar os culpados.

As duas jovens estavam na sua última semana de férias na Tanzânia, tendo dado aulas numa escola primárias de Zanzibar ligada à igreja anglicana.

O ataque contra as jovens britânicas surge num momento de grandes tensões entre a minoria cristã e a maioria muçulmana naquela ilha semi-autónoma. O facto de há duas semanas Kirstie já ter sido agredida por uma mulher muçulmana por estar a cantar durante o ramadão está a levantar dúvidas sobre a hipótese de a jovem e a amiga terem sido alvo de perseguição religiosa.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG