Iulia Timochenko anuncia a candidatura à presidência

A ex-primeira-ministra ucraniana, um dos rostos da Revolução Laranja, anunciou que será candidata às eleições presidenciais previstas para 25 de maio, na Ucrânia.

"Pretendo ser candidata ao cargo de presidente", afirmou Timochenko, de 54 anos, numa conferência de imprensa em Kiev. "Nenhum dos políticos ucranianos que se estão a preparar para ser candidatos à presidência estão a tomar medidas para acabar com a anarquia", acrescentou.

Timochenko indicou que pedirá aos membros do seu partido Batkivchtchina (Pátria), que devem realizar no sábado o seu congresso, para oficializar a candidatura.

Primeira-ministra em 2005 e entre dezembro de 2007 e março de 2010, Timochenko concorreu à presidência em 2010, tendo sido derrotada por uma margem mínima por Viktor Ianukovitch. A líder da oposição foi depois detida e condenada a sete anos de prisão por abuso de poder, nos contratos com a empresa russa Gazprom.

Os seus apoiantes, apoiados por vários países ocidentais, diziam tratar-se de uma condenação política. Timochenko foi libertada a 22 de fevereiro deste ano, nos últimos dias de ocupação da praça Maidan, em Kiev.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG