Infanta Cristina investigada por fraude fiscal

A Infanta Cristina será investigada por fraude fiscal, decidiu o juiz do caso Nóos em que está implicado o marido da filha do rei Juan Carlos de Espanha.

O juiz Castro considera que podem existir crimes de fraude fiscal contra o Estado e solicitou novos dados fiscais à autoridade tributária espanhola sobre a infanta Cristina, por deter 50% da empresa Aizoon. O magistrado incluiu também as últimas dez declarações de impostos no processo Nóos.

Mais um passo dado na investigação que poerá imputar a infanta no caso de evasão fiscal e branqueamento de capitais em que está envolvido o marido, Iñaki Urdangarín.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG