Hollande gera troca de palavras entre atrizes francesas

Sophie Marceau e Catherine Deneuve envolveram-se numa troca de palavras nos media franceses por causa do Presidente François Hollande e da revelação do seu romance com a atriz Julie Gayet.

Numa entrevista à edição francesa da revista GQ, a ex-Bond Girl trata o Chefe de Estado de "goujat" (patife) e de "lâche" (cobarde). "Tem amantes e quando descobrimos, recusa falar disso. Um tipo que se comporta assim com as mulheres é um patife", afirmou Sophie Marceau. Quando soube do caso de Hollande com Gayet, após as revelações da revista Closer, a atriz diz ter pensado "Que cobarde!"

Numa entrevista que deverá ser publicada no La Nouvelle Republique Dimanche, Catherine Deneuve não poupa palavras. "Acho isso muito grosseiro. Extremamente grosseiro. Estou surpreendida com a facilidade com que as pessoas, incluindo os jornalistas, falam sobre o Presidente da República", afirmou, segundo um excerto publicado no site do jornal.

"Entendo que possamos criticá-lo, mas será que podemos ficar num nível mais elevado? 'Patife' e 'cobarde'! Parece que estamos a falar do marido da melhor amiga dela que acaba de ser abandonada. Acho isso incrível", afirmou Catherine Deneuve.

"Eu nunca votei nele", disse Sophie Marceau. "Isso só diz respeito a ela! A cabine de voto serve para isso", responde Deneuve.

A revelação do caso de Hollande com a atriz Julie Gayet, em finais de janeiro, levou à sua separação da jornalista Valérie Trierweiler, com quem tinha uma relação há sete anos.

Mais Notícias